Home » 22º Copa Brasil de Futebol Infantil de Votorantim » Gemerson, um dos responsáveis pelo sucesso da – Copa Brasil de Votorantim

Gemerson, um dos responsáveis pelo sucesso da – Copa Brasil de Votorantim

Gemerson, um dos responsáveis pelo sucesso da Copa Brasil

Gemerson com a esposa

Gemerson Camargo é um dos responsáveis pelo sucesso da Copa do Brasil de Futebol Infantil de Votorantim, casado funcionário público de carreira desde 1988 quando era escriturário na Secretaria da Educação e em 1991 veio a se formar Professor de Educação Física, quando no ano 1992 passou a trabalhar no setor de esportes de nossa cidade.

Votorantinageral: Como é seu nome completo, formado em, casado com quantos filhos, em que ano você começou a trabalhar em Votorantim no setor de esporte?

Gemerson: Gemerson de Camargo, formado em Educação Física em 1991, casado e pai de 6 filhos, avô de 3 netos. Entrei na Prefeitura em 1988 trabalhando como escriturário na Secretaria de Educação até 1992 quando passei para a Secretaria de Esportes como Técnico Desportivo, onde estou até hoje completando 28 anos de serviços prestados, sendo 24 anos e meio somente no Esporte.

Votorantinageral: Como surgiu a copinha em que ano e gestão do qual prefeito?

Gemerson: A copinha teve início em 1991 quando o Pedro Banietti (Esquerdinha) era diretor de esportes com a gestão do Prefeito Zeca Padeiro

Votorantinageral: Como você se sente sendo um dos únicos a participar da organização de todas as edições da Copinha?

Gemerson: Na verdade o Paulo Mora participou de todas, pois eu entrei no ano da 2ª edição, porém após a realização dela. Comigo fazendo parte da organização são 20 edições.

Votorantinageral: De todas edições da Copinha na sua opinião qual foi a mais competitiva e a mais fraca?

Gemerson: A mais competitiva sempre é a última edição, pois as equipes estão se preparando cada vez mais para participar, pois o nível cresce a cada ano. Pelos nomes das equipes que participaram, acredito que a que teve um menor nível técnico acredito que seja a 1ª edição.

Votorantinageral: O que falta hoje para Copinha crescer mais ainda?

Gemerson: Temos que fazer com que ele fique autossustentável, para não onerarmos os cofres públicos. Hoje a nossa Copa Brasil é conhecida mundialmente, então teremos que buscar parcerias para bancar os gastos.

Votorantinageral: Nestes anos de experiência que você tem as transições de governo atrapalha a Copinha ou não?

Gemerson: Atrapalha no sentido de termos um tempo menor para deixarmos tudo em ordem, mas não quer dizer que só porquê é início de um governo que ela não será tão boa como em anos anteriores.

Votorantinageral: Qual sua expectativa com a Copinha deste ano?

Gemerson: Minha expectativa é que o evento seja um sucesso como nos anos anteriores, tanto com relação ao nível técnico dos jogos, ao público, ao comprometimento das pessoas envolvidas, etc.

Votorantinageral: Na semana que se inicia a copinha tem algum evento Cultural programado para divulgar a nossa cidade?

Gemerson: Terei uma reunião com os novos secretários provavelmente no dia 03/01, mas acredito que pelo curto espaço de tempo, não dê para preparar nada.

Votorantinageral: Na sua opinião você acha que a Secretaria da Cultura deveria organizar alguns eventos junto com as datas da Copinha?

Gemerson: Acredito que nos dias de jogos não pois tiraria o foco do evento, mas nos dias de folga deveria haver, pois temos muitas pessoas de fora que estarão em Votorantim nestes dias.

Votorantinageral: Em 2017, vai ser realizado a 22ª Edição da Copinha, analisando todas já realizadas, nossa cidade já não deveria ter um estádio com arquibancadas de alvenaria?

Gemerson: Sim, deveria, mas sabemos que não é uma obra simples de se fazer e também sabemos que o custo é alto, mas quem sabe com um bom planejamento não consigamos num futuro próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*