Home » 22º Copa Brasil de Futebol Infantil de Votorantim » Palmeiras e Flamengo decidem a Copinha domingo(22/01)

Palmeiras e Flamengo decidem a Copinha domingo(22/01)

Palmeiras e Flamengo decidem a Copinha domingo(22/01)Informações: Equipe Online – online@jcruzeiro.com.br
Como ocorreu nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro do ano passado, pintou de novo o “cheirinho” de campeão para Palmeiras e Flamengo — mas agora na 22ª Copa Brasil de Futebol Infantil, disputada em Votorantim. Palmeirenses e rubro-negros venceram ontem as partidas semifinais da competição, disputadas no Estádio Municipal Domênico Paolo Metidieri, despacharam Cruzeiro e São Paulo, respectivamente, e farão a grande final no domingo, às 9h30.

Para manter vivo o sonho do título inédito do torneio, o Palmeiras precisou sair de uma desvantagem de dois gols na partida que abriu a rodada, diante do Cruzeiro — em um jogo que começou melhor para os alviverdes. Foram quatro chances para abrir o placar: primeiro, Gabriel Guirro chutou rasteiro e parou na zaga mineira. Aos 9″, Gabriel Silva mandou a bola de fora da área e ela raspou o travessão. E Vinícius Soares, aos 25″, viu a zaga cruzeirense salvar duas bolas em cima da linha.

O Cruzeiro aguardava o momento de ligar um contra-ataque, que surgiu aos 26″, na esquerda, com Alejandro: ele carimbou o travessão do goleiro Mateus, a bola rebateu para baixo e Manoel foi presenteado, tendo apenas que tocá-la para o fundo do gol.

Aos 13″ do segundo tempo, de novo em contragolpe, o Cruzeiro ampliou: Riquelmy cruzou a bola para Alejandro e ele chutou forte. Ao Verdão restava partir para o “abafa”, e o empate veio a jato: Vinícius Soares sofreu pênalti ao ser derrubado na área por Alysson, aos 15″. Fábio Silva cobrou e descontou. Na pressão, o empate alviverde veio aos 17″, em uma cobrança de escanteio que Gabriel Silva desviou dentro da área: 2 a 2.

Alejandro, chutando da entrada da área, e Fábio Silva, de cabeça, ainda tentaram evitar que o jogo fosse decidido nos pênaltis, sem sucesso. Nas cobranças, os goleiros Mateus, do Palmeiras, e Vinícius Fávero, pelo Cruzeiro, defenderam os chutes de Júlio e Bruno Souza, respectivamente, e a série prosseguiu para as alternadas. A festa alviverde veio quando Mateus voou no canto esquerdo para desviar a bola mandada por Pedro Freitas e Robinho deu ao Verdão a vitória por 5 a 4.

Flamengo finalista

O Flamengo vai buscar o bicampeonato depois de derrotar o São Paulo por 2 a 0, em uma partida que manteve sob controle do início ao fim. Depois de 20 minutos de jogo amarrado no meio de campo, Lázaro cavou uma brecha na zaga tricolor e chutou cruzado. O goleiro Caio espalmou e Samuel, no rebote, abriu o placar.

O São Paulo até ameaçou no segundo tempo com Talles e Guilherme, mas a bola pouco chegava à área flamenguista. Exposto, o Tricolor levou o segundo aos 16″: bola cruzada na área e Vitor Hugo chutou forte, vencendo Caio. Ele ainda poderia ter marcado o terceiro no final da partida, mas dessa vez o goleiro são-paulino levou a melhor e antecipou-se saindo do gol.

Torcida palmeirense empurra ao empate

Em bom número e exibindo faixas de cidades da região, como Sorocaba, Itu e Tatuí, os torcedores do Palmeiras ajudaram o seu time a reagir no pior momento do jogo de ontem — quando o Verdão levou o segundo gol, aos 13 minutos do segundo tempo, e parecia ter ficado mais distante da final da Copinha de Votorantim. Atrás da meta defendida pelo goleiro do Cruzeiro, Vinícius Fávero, eles não se abateram e cantaram ainda mais alto para incentivar a equipe na busca pelo empate — que veio em apenas quatro minutos.

A torcida do São Paulo não teve a mesma sorte e, apesar da discrepância numérica em relação aos flamenguistas, os tricolores é quem saíram do Domênico de cabeça inchada com a eliminação e o adiamento da briga pelo hexacampeonato. Do outro lado, cerca de 25 rubro-negros deixaram o Rio de Janeiro para acompanhar os garotos do time sub-15 — e devem estar na arquibancada novamente no domingo, para a final contra o Verdão.

A preocupação de que as torcidas de Palmeiras e São Paulo se encontrassem entre uma partida e outra fez com que a organização do torneio tivesse o cuidado de designar portões diferentes para os dois times. Nenhum incidente foi registrado. Pelo contrário: alguns palmeirenses permaneceram no Domênico para assistir ao segundo jogo da noite e os torcedores de todos os times deixaram o local tranquilamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*